Home / Mundo / “Países de merda” respondem a Trump. E norte-americanos também reagem

“Países de merda” respondem a Trump. E norte-americanos também reagem

Redes sociais incendiaram-se com declarações racistas do Presidente norte-americano, que recebeu “recados” de todo o mundo.

Depois do Presidente dos EUA ter lamentado que o país receba imigrantes provenientes de “países de merda”, como o Haiti e as nações da África, e não da Noruega, o Twitter fervilhou com mensagens de resposta à pergunta polémica.

Norte-americanos, mas também netos e filhos de imigrantes noruegueses e alguns habitantes dos países africanos visados quiseram mostrar a Donald Trump que a América é que é que não é um país apetecível, uma vez q ue tem “um presidente de merda”.

“Por que razão temos todas estas pessoas de países de merda a virem para aqui?”, afirmou Donald Trump, durante uma reunião com deputados na Casa Branca, segundo vários meios de comunicação social norte-americanos.

O Presidente dos Estados Unidos recorreu ao calão, com a expressão “shithole countries”, depois de dois senadores lhe terem apresentado um projeto de lei migratório ao abrigo do qual seriam concedidos vistos a alguns cidadãos de países que foram recentemente retirados do Estatuto de Proteção Temporária (TPS, na sigla em inglês), como El Salvador, Haiti, Nicarágua e Sudão.

As redes sociais de todo o mundo reagiram.

No Haiti, as pessoas usaram o Twitter para partilhar fotos do seu país de colinas verdes, palmeiras e água azul-turquesa.

“Hey #ShitHolePresident!” escreveu Harold Isaac. “Aqui está o meu país de merda”.

O cartoonista político queniano Victor Ndula, que já criticara as políticas de imigração de Trump no passado, desenhou um mapa de África sob a perspetiva da Casa Branca: o país está dividido pelos pontos cardeais, com o acréscimo da palavra “merda”.

...